Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contra-mão atrapalhando o sábado.

Chico Buarque  (via promessasvazias)

Não houve um grande amor, houve um grande engano. Você assistia minha dupla personalidade e ficou observando eu me amar por anos. E andar de carro falando só pela cidade, me presentear com coisas de mulher, me masturbar, eu era um sonâmbulo e você teve medo de me acordar.

— Transtorno Poético. (via oxigenio-dapalavra)

Com a carência em dia.

Gabito Nunes  (via promessasvazias)

Se você não consegue superar a saudade, supere ao menos a mania de demonstrar o que sente.

Ciceero M.   (via de-sconsolado)

A alegria faz bem à saúde; estar sempre triste é morrer aos poucos.

Provérbios 17:22    (via poetaciumenta)

Põe café na poesia
aquece a insônia,
da tua alma fria.

Edgar Diego.   (via fraqueou)